CÁLCULO PARA CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA

         
 

 

 

 

 

CONSUMIDOR ATENDIDO EM BAIXA TENSÃO (GRUPO B)

 

* INFORMAÇÕES RETIRADAS DA CONTA DE LUZ:

- Fator de potência;
- Consumo em kWh;
- Horas de trabalho no período das leituras (informar-se com o cliente).

* PARA DETERMINAR O FATOR DE POTÊNCIA DESEJADO:

Atualmente as concessionárias de energia estão cobrando consumo reativo excedente para instalações que estão com o FP abaixo de 0,92, portanto o FP desejado deverá estar entre         0,92 a -0,92. Mas aconselhamos mantê-lo na faixa de 0,98 à -0,98, pois excesso de capacitores nas instalações provocam harmônicos e sobre tensões nas redes e ocasionando conseqüências desagradáveis.

* PARA DETERMINAR OS KVAR:

EXEMPLO:

- Fator de potência original: 0,54
- Consumo: 1500 kWh
- Horas trabalhadas no período: 180 hs
- Fator de potência desejado: 0,94
- Multiplicador (tabela FP original X FP desejado): 1,196

KVAR = CONSUMO X MULTIPLICADOR = 1500 X 1,196 = 9,97
                                      HORAS                                    180

CONCLUINDO: Deve-se acrescentar 10 KVAR na instalação (mesmo que já existam capacitores instalados).

 
     

 


         
         
 

 








CONSUMIDOR ATENDIDO EM ALTA TENSÃO

(GRUPO A e HOROSAZONAL)

 

* INFORMAÇÕES RETIRADAS DA CONTA DE LUZ:

- Fator de potência;
- Demanda Medida.

* PARA DETERMINAR O FATOR DE POTÊNCIA DESEJADO:

Atualmente as concessionárias de energia estão cobrando consumo e demanda reativa excedente para instalações que estão com o FP abaixo de 0,92, portanto o FP desejado deverá estar entre 0,92 a 1,00. Mas aconselhamos mantê-lo na faixa de 0,95 a 0,98, pois excesso de capacitores nas instalações provocam harmônicos e sobre tensões nas redes e trazer conseqüências desagradáveis.

* PARA DETERMINAR OS KVAR:

EXEMPLO:

- Fator de potência original: 0,54
- Demanda medida: 20 kw
- Fator de potência desejado: 0,94
- Multiplicador (tabela FP original X FP desejado): 1,196

KVAR = DEMANDA MEDIDA X MULTIPLICADOR = 20 X 1,196 = 23,92 

CONCLUINDO: Deve-se acrescentar 25 KVAR na instalação (mesmo que já existam capacitores instalados).

 
     

 

 
         

* PARA DETERMINAR A TENSÃO DO CAPACITOR:

Verificar qual a tensão trifásica da instalação (220, 380, 440 ou 480 volts).

Observação:
- Para instalações de 380 e 440 volts, onde a tensão se encontra acima do normal, aconselhamos instalar capacitores com a tensão acima da nominal da rede, 440 e 480 volts respectivamente, para que o capacitor não receba tensões acima daquela que a projetada (aumentado assim a sua vida útil).  Mas, porém deve-se tomar o cuidado em compensar as perdas em KVAR que podem ocorrer, na troca de um capacitor de 380 para 440 volts deve-se acrescentar 25% de KVAR, na troca de 440 para 480 volts deve-se acrescentar 20% de KVAR.
            - Para instalações de 50 hz os capacitores perdem 17% de KVAR.
            - Para instalações onde existe uma  grande  quantidade  de  capacitores  ou  onde  não exista um consumo de energia contínua,  aconselhamos  automatizar  o  banco (quadros automáticos ou associa-los aos motores),  pois  os capacitores somente poderão permanecer ligados quando existir carga indutiva(empresa em funcionamento).